Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/16797
Título: Crescimento de pimenteiras malaguetas sob doses de esterco bovino e níveis de irrigação com água residuária
Autor(es): Santos, Fábio Mariano Bernardo
Palavras-chave: Adubação orgânica
Doses de adubação
Substrato
Reuso
Data do documento: 21-Out-2016
Resumo: No semiárido brasileiro, devido à escassez de água, usa-se como alternativa o reuso na irrigação, proporcionando quantidade de água e nutrientes as plantas. As pimentas são bastante apreciadas e consumidas de diferentes formas, in natura ou processadas, por isso a importância de informações sobre a quantidade de água e adubação orgânica para um melhor crescimento. Nesse contexto, a presente pesquisa foi realizada objetivando-se avaliar o crescimento das pimenteiras malaguetas sob doses de esterco bovino e níveis de irrigação com água residuária tratada. O experimento foi realizado em ambiente protegido a céu aberto, no município de Lagoa Seca-PB- utilizando a pimenta malagueta, o delineamento experimental foi de blocos ao acaso, no esquema fatorial 3x6, sendo representado pela interação de 3 níveis de irrigação com água residuária tratada baseada na necessidade hídrica (NH) da cultura [100% NH (N1), 75% NH (N2) e 50% NH (N3)] e 6 doses de esterco bovino [D1 (0% de esterco e 100% solo), D2 (10% esterco e 90% solo), D3 (20% esterco e 80% solo), D4 (30% esterco e 70% solo), D5 (40% esterco e 60% solo) e D6 (50% esterco e 50% solo)], em base de volume. Foram avaliados aos 60, 75 e 90 dias após a semeadura (DAS), a altura de planta (AP), diâmetro de caule (DC), número de folhas (NF) e área foliar (AF). A partir dos resultados obtidos notou-se que o acréscimo de esterco proporcionou melhores resultados em todas as variáveis estudadas. Para AP aos 60 DAS a maior média observada foi de 22,7 cm, diâmetro de caule (6,42 mm) e área foliar (25,6 cm2). A quantidade de água aplicada na irrigação não influenciou, significativamente, o crescimento das pimenteiras malaguetas, sendo recomendado utilizar 50% da necessidade hídrica da cultura.
Descrição: SANTOS, Fábio Mariano Bernardo. Crescimento de pimenteiras malaguetas sob doses de esterco bovino e níveis de irrigação com água residuária. 21f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agroecologia) – Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais, 2016. [Manuscrito]
URI: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/16797
Aparece nas coleções:60 - TCC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PDF - Fábio Mariano Bernardo SantosPDF - Fábio Mariano Bernardo Santos828.12 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.