Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/6408
Título: Análise de sustentabilidade do assentamento Queimadas, Remígio-PB
Autor(es): Almeida, Janailson Santos de
Palavras-chave: MESMIS
Diagnóstico
Comunidade
Data do documento: 15-Dez-2014
Resumo: “Sustentabilidade” é, em termos ecológicos, tudo que fizermos para que um ecossistema não decaia e se arruíne. “Desenvolvimento sustentável” é definido como “aquele que atende as necessidades das gerações atuais sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atenderem as suas necessidades e aspirações”. O conceito de sustentabilidade é multidimensional, envolvendo aspectos sóciais, econômicos, ambientais e físico-conservacionistas, não se trata de conseguir ou não chegar a um estado ideal, de independência, trata-se de um trabalho continuo da busca pela melhoria da qualidade de vida e manutenção dos recursos para o futuro. Para melhorar as suas condições econômicas, sociais e ambientais é preciso ter diversidade, produtividade, estabilidade, flexibilidade/resiliência, adaptabilidade, equidade e autonomia. Esse estudo tem como objetivo fazer uma análise de sustentabilidade do Assentamento Queimadas, Remígio-PB. O Assentamento Queimadas está localizado no município de Remígio-PB na região do Curimataú paraibano e possui em média uma área total de 4.000ha, distribuídas em 100 lotes de 10ha, áreas coletivas, reserva legal e áreas de preservação. A análise foi realizada através de uma adaptação do método MESMIS (Marco para la Evaluación de Sistemas de Manejo de recursos naturales incorporando Indicadores de Sustentabilidad) de análise de sustentabilidade, a partir da vivência na comunidade, observações e levantamento de dados sobre a comunidade nos aspectos sociais, econômicos e ambientais. A análise partiu de 5 indicados (produtividade, diversidade, resiliência/resistência/flexibilidade e equidade), depois foram levantados alguns aferidores e feita a discriminação dos mesmos. Observamos que a maior nota e consequentemente a que mais se aproxima é a de produtividade, a menor nota foi para equidade, estando assim com baixo nível de sustentabilidade. Nos aspectos diversidade e resistência/resiliência/flexibilidade a comunidade se encontra em um nível médio e um pouco melhor em autonomia. De maneira geral a comunidade atingiu um nível de sustentabilidade nos aspectos analisados, relativamente bom, com nota final de 6,1, para o nível de sustentabilidade. O processo de desenvolvimento comunitário sustentável ocorre concomitantemente com a Transição Agroecológica da comunidade. A forma de organização da comunidade, em associação, e a gestão da mesma são extremamente importantes para o seu desenvolvimento. É necessário que as famílias tenham como responsabilidade o apoio e contribuição para a associação e para a gestão da mesma. Os indicadores de sustentabilidade são uma ferramenta importante para a análise desse desenvolvimento. O trabalho de análise de sustentabilidade deve ser continuo, assim, são previsíveis futuros trabalhos sequenciais a este. O Assentamento Queimadas encontra-se numa situação de transição para a sustentabilidade. É possível chegar a níveis importantes de produtividade, diversidade, resiliência, equidade e autonomia, para que se chegue a um bom nível de sustentabilidade, promovendo desenvolvimento comunitário e qualidade de vida das famílias agricultoras.
Descrição: ALMEIDA, J. S. de. Análise de sustentabilidade do assentamento Queimadas, Remígio-PB. 2014. 35f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agroecologia) – Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais, 2014. [Artigo]
URI: http://dspace.bc.uepb.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/6408
Aparece nas coleções:60 - TCC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PDF-Janailson_protected.pdfPDF- Janailson Santos de Almeida1.15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.