Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/12425
Título: As vozes no diário de um professor de língua portuguesa: reflexão sobre a ação docente.
Autor(es): Melo, Geisiane Nunes de
Palavras-chave: Diário reflexivo
Prática pedagógica
Vozes sociais
Diários de aulas
Data do documento: 4-Fev-2014
Resumo: Um assunto que vem ganhando destaque nos projetos políticos pedagógicos e instituições é a formação de professor. As universidades, em especial os Cursos de Letras, ainda insistem em optar pela prática do estágio, como última instância, não possibilitando formar professores pesquisadores (PEREIRA, 2011). Ao pensar nestas observações é fundamental considerar que toda e qualquer sociedade se expressa através da língua, tanto os textos escritos ou orais, como suportes de interação, e que estes são organizações coletivas de vozes (MEY, 2001). Neste sentido, o referente estudo tem como objetivo identificar a diversidade de vozes reveladas na reflexão sobre o trabalho docente, a partir da escrita em diário de um professor de Língua Portuguesa, tendo em vista que este profissional ao ingressar na sala de aula carrega impregnado em seu discurso, diferentes vozes que se organizam em diversos padrões, sejam eles de expressão e recepção, produção e reprodução, como também de opressão, repressão e emancipação (MEY , 2001). Para tanto, foram utilizadas como método e técnica de pesquisa metodológica, a etnografia e o método de estudo de caso. Do ponto de vista das contribuições teóricas, foram utilizados os estudos dos seguintes autores: Bakhtin ([1992] 2010); Mey (2001); Faraco (2009); de Bronckart, (2009). Desta maneira, foram coletados cinco diários, nos quais o professor pesquisado relata/descreve/reflete (sobre) as aula s de um projeto que estava desenvolvendo. Assim, esta pesquisa parte de duas questões: quais as vozes que se revelam nos diários de um professor de língua portuguesa?; Como estas vozes influenciam em sua prática de ensino?. O resultado mostrou que as vozes se fazem presentes no discurso do professor participante, sejam elas: de personagens, de autor empírico ou sociais e que influenciam na ação docente. Quanto às vozes de personagens, estas se mostraram evidentes no momento em que o professor recorria a cenas do seu trabalho para ter o reconhecimento de seus alunos e quando estes entravam em conflito com o mesmo. Em relação a voz de autor empírico, percebeu -se que o professor participante falava, principalmente, dos problemas relacionados à escola e da falta de compromisso dos seus educandos com o projeto. As vozes sociais marcam o discurso deste profissional, quando ele faz retomadas a conceitos teóricos sobre personagens da narrativa e também ao utilizar conceitos impregnados há muito tempo sobre o uso de uma roupa na sociedade.
Descrição: MELO, G. N. As vozes no diário de um professor de língua portuguesa: reflexão sobre a ação docente. 2014. 62f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Estudos Linguísticos e Literários)- Universidade Estadual da Paraíba, Monteiro, 2014.
URI: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/12425
Aparece nas coleções:VI - ELL - Monografias

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PDF Geisiane Nunes de Melo.pdfPDF Geisiane Nunes de Melo108.43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.