Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/18719
Título: A responsabilidade civil do advogado à luz da teoria da perda de uma chance
Autor(es): Queiroz, Lucas Macário Oliveira de
Palavras-chave: Responsabilidade civil
Teoria da perda de uma chance
Jurisprudência
Advogado
Data do documento: 10-Out- 10
Resumo: O presente estudo monográfico tem como premissa realizar a análise da teoria da perda de uma chance e sua admissão no direito brasileiro com especial destaque para a atuação do causídico que atua de maneira desidiosa. Para tal empreitada, utiliza-se o método dedutivo, e o procedimento adotado de pesquisa bibliográfica, com manejo da técnica a pesquisa indireta (doutrinária e jurisprudencial). Apresentam-se as noções conceituais do instituto milenar da responsabilidade civil, seu viés histórico, aspectos e pressupostos, adentrando na análise das antinomias jurídicas, sua conceituação, espécies e métodos de resolução de conflitos, inclusive de ordem principiológica. Em arremate, defende-se a aplicabilidade do Código de Defesa do Consumidor como regra, e valendo-se da presença de obrigações de meio, nas relações entre causídicos e cliente, analisando a responsabilidade civil do advogado pela perda de uma chance por parte da doutrina e a forma pela qual vem sendo aplicada nos tribunais pátrios.
Descrição: QUEIROZ, L. M. O. de. A responsabilidade civil do advogado à luz da teoria da perda de uma chance. 2017. 47f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Prática Judicante) - Universidade Estadual da Paraíba, João Pessoa, 2017. [Monografia]
URI: http://dspace.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/123456789/18719
Aparece nas coleções:V - EPJ - Monografias

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PDF - Lucas Macário Oliveira de Queiroz.pdfLucas Macário Oliveira de Queiroz9.54 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.